Qual é o papel da Brigada de Incêndio nas empresas?

Você já trabalhou em empresas com Brigada de Incêndio? Certamente sim, pois elas estão presentes na maioria das corporações com mais de 20 funcionários. Sendo assim, aproveite para ler este post e conhecer as responsabilidades dos brigadistas.

Com certeza, algumas empresas têm mais risco de incêndio que outras. Entretanto, não é possível eliminar esse perigo em nenhuma organização. Pode-se apenas amenizar o risco.

Assim, um posto de gasolina é cercado de mais riscos do que um salão de beleza. Mas, de maneira geral, todas as empresas que têm Brigada de Incêndio só têm a ganhar com isso.

 

A Brigada de Incêndio é uma obrigação legal?

 

A Brigada de Incêndio está prevista na Norma Regulamentadora 23 (NR-23), que trata das ações de prevenção a incêndios.

Sendo assim, pode-se dizer que ela é uma exigência legal. Afinal, toda a empresa com mais de 20 colaboradores deve contar com uma equipe capacitada para saber o que fazer em caso de princípio de incêndio.

Desse modo, muitas pessoas podem confundir a atuação dos brigadistas (como são chamados os membros da Brigada de Incêndio), mas de maneira geral eles têm a missão de:

  • Organizar o plano de evacuação do prédio em caso de risco iminente;
  • Trabalhar em conjunto com a CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) nas ações de prevenção a incêndio;
  • Checar constantemente as condições dos equipamentos obrigatórios de prevenção a incêndio, como extintores e hidrantes;
  • Participar ativamente dos treinamentos oferecidos.

 

Como é formada a Brigada de Incêndio?

 

O funcionário ou a funcionária podem participar da Brigada de Incêndio de maneira voluntária, ou seja, eles não são remunerados para exercer a função.

Ao contrário da CIPA, onde os funcionários “cipeiros” eleitos pelos demais colaboradores têm estabilidade de emprego, os brigadistas não têm esse diferencial.

Outro detalhe é que os “candidatos” a brigadistas precisam cumprir alguns requisitos, como:

  • Passar a maior parte do tempo dentro da empresa;
  • Ter boa saúde física e mental;
  • Receber treinamento em NR-23;
  • Possuir experiência;
  • Ser um profissional engajado nas causas da empresa.

 

Quais são as funções entre os brigadistas?

 

Você sabia que entre os membros da Brigada de Incêndio da empresa pode haver diferentes funções?

Basicamente, eles se dividem entre:

  • Brigadistas;
  • Chefe (coordenador dos brigadistas de uma edificação);
  • Coordenador geral;
  • Líder (responsável pelos brigadistas de um setor).

Lembrando ainda que todos eles devem passar por um treinamento de 12 horas, ou seja, em dois dias durante a jornada, sendo que ao menos 4 horas são de atividades práticas, como primeiros-socorros e simulação de evacuação.

 

Quem pode e quem não pode ser brigadista?

 

Portanto, como você viu até aqui, a Brigada de Incêndio pode reduzir os riscos e minimizar os efeitos de um incêndio na empresa.

Sendo assim, para assumir a função de brigadista é fundamental seguir a alguns critérios. Dessa maneira, veja quem pode e quem não pode ser brigadista.

Pode

  • Ter experiência em segurança do trabalho;
  • Fazer treinamento na área do trabalho;
  • Ter boa saúde física e mental.

Não pode

  • Passar muito tempo fora da empresa, como em home office;
  • Ser menor de 18 anos;
  • Possuir alguma deficiência que impossibilite responder por seus atos.

 

Conclusão

 

Assim, a Brigada de Incêndio é prevista na NR-23 e ajuda a complementar o trabalho de prevenção que já é realizado na empresa.

E, então, gostou das informações? Ainda tem dúvidas?

Que tal conversar com o time da i9 Consultoria de AVCB? Somos especialistas em projetos para a regularização do seu negócio frente ao poder público e ao consumidor em geral.

Acesse a nossa página de contatos.

3 Responses to “Qual é o papel da Brigada de Incêndio nas empresas?

  • leidiane herculano
    2 anos ago

    gostaria de saber sobre projeto de brigada de incendio nas ecolas

  • Patricia Curtiss
    2 anos ago

    Em caso de um “brigadista” sofrer acidente por estar apagando algum incêndio, de quem é a responsabilidade?

    • Bom dia Patrícia. Em todos os casos é necessário se avaliar o vínculo do brigadista com a empresa, mas sendo funcionário contratado da empresa, a responsabilidade é da empresa que o contratou e forneceu o treinamento para aquela situação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estamos online!